Detalhes da Viagem

ROTA MARIANA

5 dias de viagem , visitando : Leon, Covadonga, Lourdes, Torreciudad, Zaragoza, Madrid, Vale dos Caídos, Ávila, Alba de Tormes, Salamanca

1ºDia – Local de Partida (zona de Setúbal)/ Chaves/ Leon/ Oviedo (850km)

Manhã muito cedo, a hora e de local a indicar, partida e viagem para o nordeste transmontano. Paragem em percurso. Chegada a Chaves, uma das mais bonitas cidades fronteiriças de Portugal. Almoço. Depois, cruzaremos a fronteira e viajaremos até Leon, capital do antigo reino de Leon, situada nas margens do Bernesga. Breve visita panorâmica da cidade célebre por: Catedral de Santa Maria de Regla, gótico e em cujo pórtico se destacam a cena do juízo final e estátua da Virgem Branca; Basílica de Santo Isidoro, onde se albergam as relíquias do Santo; antigo Mosteiro de San Marcos, etc. Ao fim da tarde prosseguimento até Oviedo, onde chegaremos ao principio da noite. Instalação, jantar e alojamento no hotel.

2ºDia – oviedo / Covadonga/ lourdes (580km)

Manhã cedo pequeno-almoço e viagem para os Picos da Europa, admirando assim maravilhosas paisagens deste Parque Nacional de Covadonga (que foi o primeiro Parque Nacional de Espanha) dominado por uma série de picos ultrapassando os 2.400 metros. Chegada a Covadonga onde, na “Santa Cueva”, se venera a Virgem de Covadonga. Tempo para visita ao santuário dedicado à Virgem da Covadonga. A Santa Cueva é um lugar de passagem obrigatória para quem entra nos Picos da Europa via Cangas de Onís.  Foi graças à Virgem que Pelágio pode vencer os muçulmanos e dar inicia á Reconquista da Península. Ibérica. Podemos ver o seu túmulo na Santa Cueva e junto a ele a imagem da Virgem. Foi outro rei Astúriano que mandou construir este Santuário na mesma gruta onde dizem que Pelágio se refugiou durante as batalhas contra os mouros, o seu neto D. Afonso I (século VIII). Mas foi o Rei Afonso X (século XIII)  de Castela que fez com que o túmulo do primeiro rei asturiano ficasse neste local que consideram sagrado e que é hoje zona de peregrinação. Uma placa assinala a visita do seu peregrino mais famoso, o Papa João Paulo II. Dizem que Covadonga significa “fonte da cova” e é verdade que por baixo da gruta podemos ver uma pequena queda de água e um lago. Ao fim da manhã prosseguimento para a Costa Cantábrica. Almoço em percurso. Prosseguimento da viagem para Lourdes. Chegada , ao fim do dia, a este  grande centro religioso. A 11 de Fevereiro de 1858, Bernadette Soubirous, então com 14 anos, filha do moleiro da povoação, teve uma visão da Virgem, que lhe ocorreu na gruta de Massabielle; a visão repetiu-se por 18 vezes. Após a primeira aparição, começaram a produzir-se os primeiros feitos milagrosos. Anualmente Lourdes é visitada por milhões de peregrinos e doentes. Instalação, jantar e alojamento no hotel.

3º Dia – Lourdes

Estadia em regime de pensão completa. Dia dedicado a actividades no santuário e visita de alguns dos pontos mais ligados à vida de Bernardette. O Santuário, com as suas 3 Igrejas sobrepostas (a Cripta, a Basílica do Rosário e a Basílica da Imaculada Conceição) e a Basílica subterrânea (com capacidade para 20.000 pessoas) são o ponto alto das visitas mas poderá ainda admirar:

1 – A Igreja Paroquial, no alto da vila – A Igreja, nos dias de hoje, conserva ainda as pias baptismais. Foi sobre estas que Bernardette foi baptizada em 9 de Janeiro de 1844. Para os cristãos, uma peregrinação é uma das formas de dinamizar de novo o seu baptismo

2 – O “Cachot”, Rue des Petits-Fossés – Foi aqui que viveu a família Soubirous em 1858. Aqui viveu porque estava arruinada. Aqui pensaremos em Maria que cantava no seu Magnificat “ Ele retira os poderosos de seus tronos; Ele eleva os humildes “. Pensaremos em Jesus, o filho do Homem que “não teve onde repousar a cabeça”. Pensaremos nas bem-aventuranças “Bem-aventurados os puros de coração, porque deles será o Reino dos Céus “.

3 – A Gruta – Entrareis pela porta de Saint-Michel, ao fundo do Boulevard de la Grotte. Aí encontrareis os conselhos que precisais. Entrando, tereis a Basílica diante de vós. Os 200 metros de esplanada dar-vos-ão tempo de vos preparardes. À direita da basílica, passareis sob as arcadas. Uma imagem de Cristo encontra-se sob cada arcada; se desejardes, abraçai-a. A gruta, ela mesma, é um lugar por excelência de recolhimento, oração e confiança.

4 – O antigo hospício, actual hospital – Foi na capela dos hospícios que Bernardette fez a sua primeira comunhão, a 03 de Junho de 1858, antes da derradeira aparição. O percurso do Jubileu não pode terminar na Gruta; Maria conduz-nos a Jesus. O destino do caminho cristão é a Eucaristia.

 À noite possibilidade de assistência à imponente procissão das velas que todos os dias se realiza junto à Gruta.

4º Dia – Lourdes/ Torreciudad/ Zaragoza (322km)

Pequeno-almoço no hotel e viagem, através das maravilhosas paisagens pirenaicas (e do Túnel de Bielsa) até Torrecuidad. Almoço e tempo para visita ao Santuário. Torreciudad é o nome de uma secular devoção mariana do Alto Aragão. Desde o século XI que se venera a imagem românica na ermida, que agora preside ao retábulo do novo santuário. Entre 1970 e 1975, sob o impulso do fundador da Opus Dei, ergue-se o Santuário de Torreciudad com um objectivo: aumentar o amor e devoção a Nossa Senhora. A maravilhosa construção teve a ajuda de milhares de pessoas de todo o mundo. No final da visita prosseguimento para Zaragoza. Chegada a meio da tarde. Tempo para visita, na Plaza del Pilar, à maravilhosa Basílica de Nossa Senhora, um dos mais importantes santuários marianos do mundo, cujos maiores pontos de interesse são: a Capela Santa, o Altar-mor e as pinturas de Goya. Segundo uma venerável e antiga tradição, a Virgem Maria, quando ainda morava em Jerusalém, veio a Saragoça consolar e animar o Apóstolo Santiago, trazendo com ela uma Coluna (ou Pilar) para que sobre ele fosse construída a primeira capela que, de imediato, seria o primeiro Templo Mariano de todo o Cristianismo. Para o Papa João Paulo II , o Pilar e a sua tradição evocam os primeiros passos da Evangelização de Espanha. Em 2015, Ano Jubilar, comemorar-se-ão os 1975 anos da vinda da Virgem. No final transporte ao hotel. Instalação, jantar e alojamento no hotel.

5º Dia – Zaragoza/ Madrid (320km)

Após o pequeno-almoço no hotel e viagem para Madrid. Chegada e almoço. De tarde encontro com o guia local e saída para visita panorâmica à Capital de Espanha, percorrendo os seus principais bairros e monumentos: Plaza de Espanha, com o monumento a Cervantes, Gran Via, a principal artéria comercial da cidade ladeada de belos edifícios, a Plaza Cibeles, com a sua harmoniosa fonte dedicada à deusa grega da agricultura e fertilidade, o Paseo del Prado, com o seu famoso museu, a antiga estação ferroviária de Atocha, hoje decorada com um belíssimo jardim tropical, o Parque do Retiro, a Plaza de Toros de Las Ventas, a mais bela de Espanha, o Paseo de la Castellana, a principal avenida da cidade com os seus bonitos jardins e fontes, a Plaza da Puerta del Sol e a Plaza do Oriente (com o Palácio Real, o Teatro da Ópera e a estátua de Filipe IV). No final da visita transporte ao hotel. Instalação, jantar e alojamento.

6ºDia–Madrid/ Vale dos Caídos/ Ávila/ Alba de Tormes/ Salamanca/ Local de Partida (zona de Setúbal) – (620km)

Pequeno-almoço no hotel e viagem para o vale de Los Caídos, enorme monumento erguido em memória dos caídos durante a Guerra Civil de Espanha. Visita às áreas abertas ao público e prosseguimento para Ávila, cidade amuralhada,  que celebra, em 2015, de uma forma mais intensa o V Centenário do Nascimento de Santa Teresa. As muralhas, do século XI, Tem mais de 2.000 metros de extensão e são pontuadas por 88 torres cilíndricas; a secção do lado leste forma a abside da Catedral, com um exterior invulgar de fortaleza e o seu interior a exibir uma mistura dos estilos românico e gótico. Muitos dos templos religiosos da cidade estão associados a Santa Teresa de Ávila, como é o caso do Convento de Santa Teresa, construido no local da casa em que nasceu, ou do Monastério de la Encarnación, onde viveu 27 anos. De destacar também o Real Monastério de Santo Tomás, construido por encomenda dos Reis Católicos e concluído em 1492; com três belos claustros interligados, inclui também um museu de arte sacra. Almoço. De tarde início da viagem de regresso ao local de partida passando ainda por Alba de Tormes, local onde está sepultada Santa Teresa de Ávila e Salamanca, breve visita desta cidade histórica, situada no coração de “Castilla y Leon”, famosa por abrigar a mais antiga universidade da Espanha (e uma das mais antigas do mundo) e pela Plaza Mayor (sem dúvida uma das mais encantadoras de Espanha). Chegada ao local de partida ao final do dia.

Fim da Viagem e dos Nossos Serviços

O Preço Inclui:

  • Transporte em autocarro de turismo
  • Hotéis de categoria turística superior, quartos duplos com banho ou duche privativos
  • Regime de pensão completa, desde o almoço do 1º dia ao almoço do último (água e vinho incluídos às refeições )
  • Entradas na Catedral de Burgos e no Vale dos Caídos
  • Seguro de Assistência em Viagem
  • Um Saco Paxtur
  • Assistência durante toda a viagem prestada por um delegado Paxtur

O Preço Exclui:

cafés e digestivos, telefonemas, lavagem de roupas, outras entradas em monumentos durante as visitas e outros extras de carácter pessoal e facultativo, bem como tudo o que não esteja mencionado como incluído.

 

 Pretendo obter informações para me inscrever individualmente nesta viagem    ou

Pretendo obter informações para organizar viagem de grupo em itinerário idêntico